Administração Paulo Boaventura (2021 -2024)

Vacinação em Castilho contra a Influenza começa na segunda-feira, 12

Secretaria Municipal de Saúde estima imunizar 2.678 pessoas somente na 1ª Fase da campanha. Até o dia 09 de julho, quem ainda será vacinado ou receberá 2ª dose da vacina contra Covid-19, será orientado sobre intervalo seguro entre as vacinas

A 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começa nesta próxima segunda-feira, dia 12 de abril, em todo o país. De acordo com a Secretaria de Saúde e Vigilância Epidemiológica de Castilho, a meta para o Município é imunizar, até o dia 9 de julho, o equivalente a 90% do público-alvo total de cada etapa da campanha, que foi dividida em três fases.

A imunização contra gripe ocorrerá em paralelo à vacinação da Covid-19. Para quem já tomou ou espera tomar a vacina contra a Covid, é preciso ficar atento: deve-se agendar a influenza respeitando o intervalo mínimo de 14 dias entre uma imunização e a outra.

Quando se tratar de outras doses do calendário vacinal, a recomendação é que a pessoa aguarde o período de 30 dias.

Para não haver confusão quanto às vacinas, a Secretaria de Saúde de Castilho decidiu manter o Centro Integrado de Saúde – CIS, como único local de vacinação para esta primeira fase da campanha. Em cada etapa de vacinação, os grupos prioritários deverão se dirigir até a Sala de Vacinas levando consigo os documentos pessoais (RG e CPF), além da Carteirinha do CIS.

“A vacinação desta primeira etapa da campanha ocorrerá de segunda à sexta-feira, das 08h às 12hrs para os profissionais de saúde e até as 16h para crianças, grávidas e mães que ganharam seus filhos recentemente. Como o período de vacinação para este grupo é grande, não há motivos para pressa. Precisamos que todos se conscientizem sobre a necessidade de evitar as aglomerações, manter o distanciamento social nas filas, usar máscaras e higienizar regularmente as mãos”, alerta a secretária de Saúde, Márcia Zoteli.

ETAPAS DA CAMPANHA

A 1ª etapa desta campanha, será realizada entre os dias 12 de abril e 10 de maio, sempre das 08h às 12h e de segunda a sexta-feira para os trabalhadores da saúde. Também nesta etapa, deverão ser imunizadas as crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas e os povos indígenas, cujo horário é um pouco mais abrangente: das 08 às 16 horas. Somente nesta primeira fase da campanha, poderão ser imunizadas 2.678 pessoas.

Já para a 2ª etapa, marcada para acontecer entre 11 de maio e 08 de junho, os detalhes sobre horário e local ainda não foram definidos pela Secretaria de Saúde, que fará a programação conforme o andamento da campanha. Nesta fase, devem ser vacinados os idosos com 60 anos ou mais e os professores das escolas públicas e privadas. De acordo com a Secretaria de Saúde, os idosos com direito à vacina nesta segunda etapa, totalizam 3.306 pessoas.

Entre os dias 09 de junho e 09 de julho, será a vez das pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, forças de segurança e salvamento, forças armadas, trabalhadores portuários, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade. Assim como na etapa anterior, local e horários de vacinação serão anunciados previamente pela Secretaria de Saúde.

IMPORTÂNCIA DA CAMPANHA

A ação de imunização contra a influenza é extremamente importante para a proteção dos grupos mais vulneráveis às complicações e óbitos decorrentes da doença. Portanto deve ser mantida, apesar de todos os desafios frente à circulação contínua ou recorrente do SARS-CoV-2 (Covid-19).

Assessoria de Comunicação

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar