Regional

Bruno Covas, prefeito de São Paulo, morre aos 41 anos

Tucano enfrentava câncer no sistema digestivo e estava internado desde 2 de maio no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo

O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), morreu às 8h20 deste domingo (16) aos 41 anos, em São Paulo. Desde 2019, ele lutava contra um câncer no sistema digestivo com metástase nos ossos e no fígado.

O político estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em SP, desde o dia 2 de maio, quando a doença se agravou. Os médicos emitiram um boletim na sexta-feira (14) informando que o quadro clínico de Covas era irreversível.

O prefeito de São Paulo Bruno Covas faleceu hoje às 08:20 em decorrência de um câncer da transição esôfago gástrica, com metástase ao diagnóstico, e suas complicações após longo período de tratamento. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês desde o dia 2 de maio, sob os cuidados das equipes médicas coordenadas pelo Prof. Dr. David Uip, Dr. Artur Katz, Dr. Tulio Eduardo Flesch Pfiffer, Prof. Dr. Raul Cutait e Prof. Dr. Roberto Kalil”, diz a nota divulgada pela Prefeitura de São Paulo.

Nascido em Santos, Bruno era o neto favorito de Mário Covas, que foi prefeito de SP e governador paulista entre 1995 e 2001. Desde pequeno, Covas já era envolvido politicamente. Aos 9 anos, passou a integrar o Clube dos Tucaninhos. Como político, foi deputado estadual em SP, secretário estadual de Meio Ambiente do governo Alckmin, deputado federal e depois prefeito de SP.

Sbt

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar