Regional

Missas com a presença de fiéis retornam em Castilho

Assessoria de Imprensa

No final de semana dos dias 19 e 20 de setembro as paróquias de Castilho e de Murutinga do Sul (ambas Paróquia São José) retomaram as celebrações públicas após seis meses de suspensão. Diferente de outras paróquias da Diocese, as duas comunidades adiaram o retorno devido ao cenário da Covid-19 nas cidades.

O Paparazzi News apurou que no sábado, Castilho retomou as missas públicas com 30% da capacidade. Adotando medidas preventivas de higienização e de distanciamento social, os fiéis foram orientados a sentarem nos bancos demarcados e ainda usarem máscaras o tempo todo, higienizando ainda as mãos e os calçados.

Os protocolos de segurança são uma das principais normas de retorno das atividades dentro da igreja, conforme o pároco local, padre Paulo Sérgio Martins.

MURUTINGA

Já em Murutinga do Sul, a Paróquia São José retomou as celebrações no domingo (20). Respeitando o percentual de 30% de ocupação dos lugares, os fiéis retomaram a presença após seis meses. O pároco, padre José David dos Santos, acolheu os presentes e reforçou a importância das medidas preventivas. Tanto Castilho quanto Murutinga pertencem à Região Pastoral de Andradina, localidade que tem ainda a cidade de Nova Independência, a qual ainda não retomou as missas públicas, sendo a única das 19 comarcas com retorno incerto ainda.

O decreto episcopal de retorno das missas e celebrações públicas indica que as paróquias respeitem e estejam alinhadas aos decretos e orientações sanitárias de cada cidade, traçando assim suas procedências.

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar