Regional

Ambiente primitivo do Acqualinda de Andradina começa a aparecer

Assessoria de Imprensa

A empresa Artificial Rocks Brasil, iniciou os trabalhos de tematização de rochas no Parque Temático Acqualinda, que está sendo construído em Andradina/SP. O trabalho é artesanal não possuindo moldes fixos.

Tudo se dá com um talento artístico na feitura das estruturas de pedras artificiais desenhadas a mão. Com uma vasta experiência em parques pelo mundo afora, o trabalho coordenado pelo francês, naturalizado português Victor Ramalho e do brasileiro Ivan Silva “hipnotizante”.

A empresa também será responsável pela produção da montanha de 46 metros de altura do parque, um monumento que poderá ser visto de grande parte da cidade e também há quilômetros de distância pelas rodovias Marechal Rondon e Euclides de Oliveira Figueiredo.

O projeto da empresa tira do imaginário a montanha com cachoeiras da terra primitiva do Acqualinda. Ela não será apenas figurativa, mas proporcionará várias diversões internas, com toboáguas. A montanha também será um “vulcão”, com erupções de águas a cada 15 minutos.

O maior desafio é dar vida ao enredo temático do parque onde tribos ancestrais vão conviver com raças alienígenas com tecnologia futurística. Os roteiros cinematográficos hollywoodianos inspiraram a criação do “Universo Acqualinda”.

A empresa
A Artificial Rock, tem mais de 20 anos no mercado da construção de Rochas Artificiais. A empresa tem uma unidade instalada em Portugal e tem trabalhos com a sua assinatura na Disney de Paris, Park temático de Dubai, além de trabalhos realizados na Holanda, Dinamarca, França, Alemanha, Polônia, Tanzânia entre outros e no Brasil, onde se destaca o Marco das 3 Fronteiras, Foz do Iguaçu (PR), o Blue Park do Hotel Mabú, Foz do Iguaçu (PR) e o Zoopark em Cotia (SP).

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar