Ocorrências policiais

Polícia Civil investiga furto de macacos-prego

G1

A Polícia Civil de Araçatuba (SP) vai investigar o furto de oito macacos-prego usados em pesquisa na Unesp da cidade. A perícia da polícia esteve no local para colher provas dos suspeitos.

O furto aconteceu no fim de semana e um boletim de ocorrência foi registrado nesta segunda-feira (27).

De acordo com o boletim, os ladrões teriam cortado a cerca que dá acesso à universidade e arrombaram a porta do local onde estavam os macacos. Os mamíferos eram usados em pesquisas de graduação e pós-graduação.

Segundo o boletim de ocorrência, 25 animais viviam dentro desse laboratório e os responsáveis deram falta de oito macacos-prego. Desde a pandemia do novo coronavírus, as atividades no local estão suspensas e poucas pessoas têm acesso ao laboratório.

O campus da Unesp em Araçatuba fica às margens da Rodovia Marechal Rondon, em uma área com muita mata e é fácil encontrar macacos andando pelas cercas da universidade. Muitas pessoas vinham ao local para ver os animais e também alimentá-los, mas esses macacos furtados não estavam soltos.

Segundo a assessoria da Unesp, os animais eram utilizados para fins acadêmicos e de pesquisa. Eles estavam em um viveiro específico e recebiam todos os cuidados necessários.

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar