Regional

Ilha Solteira confirma o primeiro caso de H1N1; paciente já está curada

Ilha de Noticias

Foi confirmado o primeiro caso de H1N1 do ano em Ilha Solteira. A infectada é uma mulher, de 43 anos, que chegou a fazer teste para o Coronavírus (COVID-19), ficou mais de dois meses internada e já está curada.

A mulher foi internada no Hospital Regional de Ilha Solteira no início de março onde, inicialmente, foi notificada com suspeita de H1N1. Como o caso se agravou, ela foi transferida para a Santa Casa de Araçatuba onde, por decisão da equipe médica de lá, foi coletado material para investigação de Coronavírus.

A paciente ficou cerca de dois meses internada na UTI da Santa Casa, em estado grave. E o resultado do exame para Coronavírus, que deu negativo, só saiu 43 depois que ela deu entrada na unidade. Com isso, foi feito o exame para H1N1, que deu positivo.

Assim que teve uma melhora, a paciente foi novamente transferida para o Hospital Regional de Ilha Solteira, onde permaneceu por mais um período, em recuperação. Ela teve alta há cerca de dez dias e já está curada.

Vacinação
Vale ressaltar que há vacina para a H1N1 e que a campanha acontece, em todas as unidades de Ilha Solteira, até o próximo dia 30.

Devem receber a vacina crianças de seis meses a seis anos incompletos, idosos acima de 60 anos, doentes crônicos, deficientes, profissionais de saúde, gestantes, puérperas (que tiveram filhos há até 45 dias), pessoas entre 55 e 59 anos e professores.

Para tomar a vacina, basta ir até a uma unidade de saúde da sua região. Quem tiver dificuldade de locomoção, pode ligar e agendar uma visita do agente de saúde, que será vacinado na residência.

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar