Regional

PRORROGAÇÃO DA QUARENTENA: Facesp espera que governo estadual dialogue

A Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) espera que o governo estadual dialogue com os empreendedores paulistas, antes de decidir pela prorrogação ou não da quarentena, que decretou o fechamento da maior parte do comércio em todo o Estado.

Na avaliação do presidente da Facesp, Alfredo Cotait Neto, e do os vice-presidentes das Regiões Administrativas (RAs) da Facesp, o governador João Doria precisa conversar com a classe empreendedora para que soluções conjuntas possam ser encontradas, preservando, prioritariamente a saúde, mas sem esquecer de oferecer condições para a manutenção dos negócios e dos empregos.

Durante reunião realizada nesta sexta-feira (03/04), por videoconferência, Cotait voltou a afirmar que as 420 Associações Comerciais da rede Facesp, que representam mais de 200 mil empreendedores, está sendo orientada a seguir o decreto que determinou a quarentena até 7 de abril, como medida de contenção da proliferação do coronavírus.

“Os empreendedores, legitimamente representados pelas Associações Comerciais, precisam de alguma sinalização do governo sobre o que deverá ocorrer após o dia 7”, ressaltou Cotait. “Antes de tomar uma decisão, o governo deve ponderar todas as perspectivas, conversar com os mais diversos segmentos e, somente então, agir com base no equilíbrio da saúde pública e da saúde dos negócios”, afirmou o presidente da Facesp.

Cotait defende que, caso haja a opção pelo prolongamento da quarentena, será necessário flexibilizar o decreto para que o comércio e os prestadores de serviço voltem ao trabalho de “modo paulatino”.

“Os prefeitos e o governador têm nas Associações Comerciais e na Facesp aliados na busca por este equilíbrio entre saúde e economia, porém, é preciso dialogar antes das decisões serem tomadas”, disse. “As Associações e a Facesp se colocam à disposição dos governantes para operacionalizar as medidas econômicas que eventualmente forem adotadas e que possam mitigar os prejuízos”, afirmou.

APROVAÇÃO DA PEC 186

O presidente da Facesp afirmou ser fundamental “para o futuro do País” a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição n° 186 (PEC 186), a PEC Emergencial, que prevê a redução de gastos públicos, a facilitação da gestão do orçamento estatal, além de medidas como a redução salarial de servidores, suspensão de concursos e até mesmo a extinção de municípios incapazes de se sustentar financeiramente, entre outras. (Assessoria de Imprensa Facesp).

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar