Andradina

Empresário de Andradina cria instituto que vai levar água para comunidades vulneráveis do Brasil

Mário Celso Lopes criou o Instituto Brasil Agora (IBA), que vai converter água em água.  

Foi criado em Andradina o Instituto Brasil Agora (IBA), uma associação filantrópica sem finalidades lucrativas, para vencer os desafios da sede no Brasil. Criado pelo empresário Mário Celso Lopes, o foco do IBA é a distribuição de água potável, para fins de consumo humano para comunidades localizadas nas regiões economicamente mais vulneráveis do País.

“É uma grande desigualdade que, em 2020, onde um cientista trabalhe em um deserto em Israel e consiga se comunicar com o mundo em tempo real e alguém, em nosso árido Nordeste ainda passe a necessidade de um copo de água limpa”, diz Mário Celso Lopes.

A iniciativa do empresário não visa atender as pessoas com distribuição de água como um “produto”, mas atuar desde a retirada da água da natureza, adequação de sua qualidade aos padrões de potabilidade exigidos pelas normas brasileiras de saúde e promover o transporte até as comunidades com abastecimento vulneráveis.
“O fornecimento em quantidade suficiente e com qualidade vai auxiliar suprir as necessidades necessárias das pessoas promovendo saúde e indo em direção à universalização do acesso a água tratada no Brasil”, revela.

Mário acredita que o acesso à água também vai representar o fim da fome para uma grande parcela da população em estado de vulnerabilidade, sendo possível a utilização para o cultivo de alimentos e manutenção de criações. O objetivo é o de melhorar as condições de bem estar humano proporcionando qualidade de vida.

50 anos. 50 empresas.

Mário Celso Lopes completa 50 anos de vida profissional. Neste período, ele foi responsável pela abertura de 50 empresas nos mais diversos ramos de atividade.
“Vivi intensamente todos os períodos econômicos que sempre são grandes desafios para quem empreende e investe no Brasil. Frente a ações como sequestro de poupanças, instabilidades econômicas internas e crises mundiais, a saída que sempre encontrei foi continuar investindo, e às vezes apostando tudo o que tinha e assim vencendo a cada desafio que se apresentou.

Hoje estou no meu ano 65, e tenho certeza que ainda não estou preparado para parar e aguardo meus próximos desafios e esses os enfrentarei dentro da minha casa, na minha cidade”, finaliza.

Com o advento do parque temático Acqualinda, o maior projeto em implantação no Estado de São Paulo na atualidade, que agrega a construção de um resort temático ao lado de um lago artificial e uma empresa de envasagem de água mineral, nada mais justo do que converter recursos advindos da água em água.

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar