Andradina

Encontro debate tolerância religiosa em Andradina

A Secretaria de Promoção a Cidadania e Diretos Humanos do Governo de Andradina realizou, na manhã desta quinta-feira (30), um encontro em alusão ao dia de Combate a Intolerância Religiosa comemorado no neste último 21 de janeiro, com representantes de vários seguimentos da sociedade andradinense, em sua sede localizada na Praça “José Vieira”.

Em forma de mesa redonda, lideranças religiosas como o padre Sebastião Gonçalves pároco da igreja matriz da cidade, o representante do Conselho de Pastores e Líderes Evangélicos, José Martins, da Comunidade Espírita, Norberto Vicente e ainda o secretário da pasta, Manoel Messias de Almeida, de Cultura Marinalva Pereira (representando a prefeita Tamiko Inoue) refletiram sobre a intolerância na atualidade diante o crescimento da diversidade no país.

“Podemos perceber neste encontro que o discurso é o mesmo, as lideranças estão alinhadas na responsabilidade do papel de cada um na sociedade. No poder do dialogo de forma a unir as pessoas, abrir os olhos para o respeito, a liberdade de escolha e dos direitos e deveres de cada um para mantermos uma comunidade pacífica, produtiva e harmoniosa”, comentou Messias.

O Governo de Andradina foi um dos primeiros a criar Secretarias como Direitos Humanos, Políticas Sobre Drogas e outras que mantém contato direto no âmbito estadual e federal, criando políticas próprias e direcionadas para garantir o bem-estar da população como comentou Marinalva.

“A prefeita Tamiko Inoue mantém a integração entre todos os povos e culturas, defendendo o dialogo inter-religioso na busca de construirmos uma comunidade, uma cidade e um país de paz. E tudo começa em cada um de nós, em casa com a família e amigos. Só assim viveremos em uma cidadania plena sem intolerâncias”, comentou a secrettária.

Também estiveram presentes a vice-presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Andradina, Glória Marcy Bastos Fonzar, o advogado, Edilson Gomes, os secretários de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda, Jane Martins, de Habitação, Ari Guimarães Soares e de de Cooperação para Assuntos de Segurança Pública, tenente-coronel Nilo Alves.

Da Educação Municipal, a supervisora, Izabel de Lourdes Gimenez Souza, da Promoção Social, a diretora de Proteção Básica, Luciana Malheiro Dourado, o ouvidor, Rosivaldo de Paula e a coordenadora dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Marina Borges. Quem também participou da elaboração e do evento foi a coordenadora de Igualdade Racial, Lucineia Pereira, a coordenadora de Política para Mulheres, Cássia Regina Ribeiro e o servidor, Valdir Benedicto.

A data

Com o crescimento da diversidade religiosa no Brasil houve também um aumento da discriminação religiosa, por isso foi criado o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa (21 de janeiro) por meio da Lei nº 11.635, de 27 de dezembro de 2007. A Constituição prevê a liberdade de religião e a Igreja e o Estado estão oficialmente separados, sendo o Brasil um Estado laico.

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar