Cliques do Paparazzi

ATO OBSCENO: Ciclista de calcinha chama atenção no trânsito de Andradina e divide opiniões

Ato obsceno é o nome dado a um crime previsto no artigo 233 do código penal brasileiro. De acordo com o exposto na lei, é a prática de obscenidade em lugar público, ou aberto ou exposto ao público. A pena correspondente é de detenção, de três meses a um ano, ou multa.

A imagem de um ciclista com idade acima dos 50 anos usando uma calcinha à mostra, causou muitos comentários nas redes sociais nesta tarde de quarta-feira (8). O registro inusitado foi feito por um leitor na Avenida Guanabara, em Andradina (SP), o homem que anda livre,leve e solto não foi identificado.

A reportagem do Paparazzi News apurou que o ato se foi pensado ou um acidente da exposição do homem usando a lingerie dividiu as opiniões, veja abaixo: Penso que não podemos julgar, não sabemos de onde é esse senhor e qual a situação dele. As vezes era o que ele tinha para vestir, escreveu uma internauta. Um leitor disse eu creio que tem coisas mais importantes, porém pros chatos e frescos de plantão.

O geração chata pior é os marmanjos que dizem – aí que horror, que falta de respeito. Era do povo que sorri em foto, mas anda triste e amargas em casa.

Outra comentou “penso assim, o que ele veste de roupa íntima é problema dele, mas a exposição é complicada, ele estava com as nádegas aparecendo, o fato não são suas roupas íntimas, mas a exposição, e com isso todos nós temos que ter cuidado, se eu estivesse nesse momento na Guanabara e minha filha visse isso eu não iria gostar, mesma coisa com mulheres e homens, independente de opção sexual, tem que tomar cuidado. Mesmo porque, ninguém aparece em foto assim se não quer. Não foi acidente nem fatalidade, na minha opinião ele quis aparecer e quem tirou a foto ajudou. Mesma coisa, o cara quis ser fotografado, ter os seus minutos de fama e teve. Agora ninguém fala das crianças que são expostas à estas cenas, eu não tenho dó.

Nota da Redação:
A vida acontece em todas as formas e espectros. Ela é capturada e retratada. Julgar, condenar, é um ato de um filtro pessoal. O papel do jornalismo é retratar a vida. Um ato, fato, que aconteceu. O julgamento é pessoal.

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar