Ocorrências policiais

Comerciante briga em hotel com equipe do cantor Rick e Renner após ter tido promessa de gravação de vídeo em Andradina

O comerciante no ramo de veículo usados, F. A. G., 42 anos, foi detido nesta manhã de domingo (15), suspeito de estar usando uma arma de fogo para intimidar a equipe de segurança da dupla sertaneja Rick e Renner, que estavam hospedados no hotel Savana Park, em Andradina (SP).

Ele foi detido por portar um coldre que acondicionava uma arma de fogo, depois de causar um tumulto dentro do saguão do Hotel Savana por não ser recebido pelas celebridades já que foi um colaborador do evento. A reportagem do Paparazzi News apurou que o histórico da ocorrência apresentava que havia um indivíduo armado de fronte ao hotel Savana localizado na rua Gabriel Teixeira de Barros, bairro Vila Mineira.

No local dos fatos, os policiais visualizaram F., abordado nada foi localizado. Em contato com o funcionário do hotel, este relatou que visualizou o abordado mostrando o revólver, no mesmo instante relatou que as câmeras de segurança não estavam em funcionamento para somar em provas do fato.

Com uma vistoria no veículo que estava estacionado do lado oposto, foi localizado a quantia de R$ 8,145 mil, que segundo ele são do comércio de veículos usados, seu ramo empresarial, um coldre para arma portátil foi apreendido nas proximidades do carro, ele não assumiu a propriedade.

As partes envolvidas na ocorrência foram encaminhadas para a Polícia Civil, onde foi registrado o fato de desinteligência entre Fabrízio e a equipe dos cantores que se encontravam hospedados pelo hotel, entretanto está última não desejou o registro policial.

PROMESSA

“Eu fui no show, depois fui para o hotel porque o acordo que havíamos feito era de fazermos uma live, cheguei no hotel e me disseram que a dupla havia ido embora, foi quando questionei um dos integrantes da equipe de segurança ele me pegou pela garganta e eu saquei meu celular para se defender”, disse em depoimento policial Fabrízio.

ARMADO

O atendente W. N. L, 22, morador de Castilho narrou outra versão, “eu estava na recepção quando o Fabrizio chegou falando que gostaria de fazer uma live com a dupla, ele ficou esperando e eu disse ao segurança dos músicos que o Fabrizio estava aguardando, foi quando o segurança disse que a dupla não estava mais, nesse momento ele ficou alterado, deu um tapa no balcão e o segurança reagiu colocando para fora e fechou a porta de vidro, ele forçou a porta e nesse instante sacou uma arma de fogo, um dos integrantes gritou ele vai atirar, eu vi que ele estava com uma arma e então eu corri para dentro do hotel”.

O QUE DIZEM OS ENVOLVIDOS
A assessoria da dupla confirmou o episódio triste da briga, porém não há registro que esse ao vivo estava combinado, ainda lamentou e deixa agora o caso para as autoridades investigarem.

A SRC- Sistema Regional de Comunicação se pronunciou dizendo que quanto a confusão não há envolvimento da empresa, que apenas foram contratados para realizar a divulgação e que não havia nenhum acordo com essa proposta ao cliente.

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar