Andradina

Campanha Andradina Contra a Dengue vai eliminar criadouros bairro a bairro

Andradina inicia na próxima segunda-feira (07) a campanha de mobilização e conscientização “Andradina Contra a Dengue”. A medida vem diante do aumento da incidência de casos da doença no município e começará pelo bairro Vila Mineira.

Até agora em 2019, foram registrados 4.751 casos com ocorrência de dois óbitos por causa da dengue. Orientados pela prefeita Tamiko Inoue a Secretaria Municipal de Saúde e Higiene Pública deflagrará uma mobilização contundente a fim de eliminar recipientes e potenciais criadouros do mosquito Aedes aegypti transmissor da dengue e outras arboviroses.

Todos os setores do Governo Municipal estarão envolvidos nesta ação incluindo fiscais tributários que deverão notificar e autuar donos de terrenos e imóveis em situação de abandono, causando risco à saúde pública em desacordo com o código de postura do município.

Intensificando os trabalhos os agentes Comunitários de Saúde (ACS) e agentes de Combate às Endemias (ACE), atuarão junto aos domicílios, informando aos seus moradores sobre a doença, seus sintomas e riscos, o agente transmissor e as medidas de prevenção.

Andradina Contra a Dengue terá início na Vila Mineira e depois percorrerá todos os bairros. Na segunda-feira (07), 1º dia de ação, a concentração será na Praça João Leite.

Haverá divulgação, orientação e eliminação de criadouros da Avenida Guanabara a Rua Paraíba e da Rua Bahia a Rua Paulo Marim e ainda limpeza e recolhimento de recipientes e criadouros no Campo Santo local com as equipes padrão e do projeto de auxílio e capacitação.

Na terça (08), 2° dia de ação, as equipes estarão no quadrante que vai da Rua Paraíba a Rua Paulo Marim e da Rua Paulo Afonso a Rua Bahia. Na quarta-feira (09) 3° dia de ação, o trecho será da Avenida Guanabara a Rua Paraíba e da Rua Cuiabá a Rua Paulo Afonso. E para fechar a semana do primeiro bairro da Campanha Andradina Contra a Dengue o combate percorrerá da Rua Paraíba a Rua Paulo Marinho e da Rua Cuiabá a Paulo Afonso.

O principal objetivo da campanha além de eliminar criadouros é conscientizar a população. Por isso as ACS e ACE acompanharam o morador, para identificar locais de existência de objetos que sejam ou possam se transformar em criadouros do mosquito.

A equipe padrão e profissionais do projeto de auxílio e capacitação deverão colaborar recolhendo recipientes retirados das residências e demais locais, exceto podas de árvores e entulhos (resíduos de construção). E ainda realizar a limpezas de Praças, de bueiros, de guias de sarjetas, dos terrenos, público e dos terrenos particulares que foram autuados.

“Nossa missão é conscientizar a população quanto a importância da eliminação de criadouros com o objetivo de diminuir os casos da doença. Precisamos da ajuda de todos”, explica o secretário de Saúde, Farid Haddad. (Com informações da SECOM).

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar