Cliques do Paparazzi

Cora Coralina, que faria 130 anos, morou em Castilho

Da Redação

O Brasil festeja os 130 anos da poeta Cora Coralina (1889-1985), uma das mais queridas do país. Uma curiosidade marca a história da famosa escritora, nascida em 20 de agosto. Ela residiu na zona rural da antiga Alfredo de Castilho, o nome inaugural da cidade de Castilho. A revelação está no histórico de vida de Cora que consta em diversas publicações na internet. Separamos alguns trechos para nossos leitores:

“Enviuvou, vendeu livros editados pela José Olympio de porta em porta. Aventurou-se por Penápolis, no interior paulista, montou uma pensão, depois um pequeno comércio, a Casa de Retalhos. Desembarcou em Andradina no início da década de 50, a cidade se erguia. Abriu a Casa da Borboleta, vendia um pouco de tudo para mulheres. Montou sítio na vizinha Alfredo de Castilho. Subiu em palanques para apregoar o voto na UDN. Em 1956, filhos criados, netos embalados, voltou à “origem ancestral”. (http://www.vilaboadegoias.com.br/cora_coralina/tudo_sobre_cora_coralina.htm)

“Cora saiu de Goiás em 1911, indo morar em Jaboticabal, interior de São Paulo. Fugira com o então chefe de polícia de Villa Boa, Cantídio Tolentino. Morou ainda em São Paulo, Penápolis, Andradina e Alfredo de Castilho, sempre rabiscando pensamentos em forma de poemas e contos.” (www.apcefes.org.br/portal/lumis/portal/file/fileDownload.jsp?fileId…)

“1940 – Instala-se em Andradina, São Paulo, e inaugura uma casa de tecidos. Adquire uma chácara na vila Alfredo de Castilho e se torna lavradora. Pouco tempo depois adquire dois novos sítios, no primeiro passa a produzir algodão e o segundo destina ao aluguel para o descanso das boiadas que, vindas de Mato Grosso, vão para o Matadouro de Araçatuba. Colabora no periódico O Jornal da Região.” https://vivimetaliun.wordpress.com/2015/09/13/quem-foi-cora-coralina/

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar