Castilho

Prefeita Fátima quer venda de barracões abandonados e que investimento seja na população

Da Redação

O município de Castilho tem vários terrenos e barracões que hoje estão abandonados, se estragando e desvalorizando com o passar do tempo, ou servindo de esconderijos para animais peçonhentos, marginais e fugitivos da lei, além de que o custo de manutenção é altíssimo.

Ao contemplar essa lamentável situação, a prefeita Fátima Nascimento ficou convicta da necessidade urgente de transformar tudo aquilo em algo positivo para o povo, convocou com urgência uma reunião administrativa para dar fim a está horrível situação.

“O nosso povo esta precisando de auxílio, famílias carecem de ajuda, e todo este patrimônio parado, e estragando com os anos. Isto não é justo com a nossa população, temos que fazer alguma coisa urgente, mas dentro da lei, com total honestidade e transparência, e assim, usar esses recursos em benefício de quem precisa. Vamos transformar aqueles barracões, que estão virando sucatas, em aprimoramento da saúde, em casas populares, em cursos de qualificação, em cirurgias para quem precisa, em terrenos para as famílias construírem suas casas próprias, em bolsas de estudos, e principalmente, investir no nosso Distrito Industrial, para gerar empregos para nossas famílias. Enfim, quero transformar o que hoje nada rende ou produz para o nosso povo, em maior e melhor qualidade de vida para nossas famílias”, disse a prefeita.

A equipe técnica analisou muito e apresentou um projeto para a prefeita. Uma importante exigência da prefeita é que todo o dinheiro arrecadado seja usado unicamente em benefício da população.

A prefeita determinou uma rigorosa auditoria, exigiu uma avaliação técnica e precisa de cada propriedade, realizada por profissionais altamente qualificados para este fim. E agora com todos os documentos necessários e pertinentes em mãos, a prefeita Fátima vai encaminhar um projeto de lei para a Câmara de vereadores, para debaterem o assunto e acrescentar sugestões.

Uma avaliação técnica comprovou que a cada ano o valor dos barracões diminui, ou seja, desvaloriza.
A prefeita Fátima Nascimento já abriu várias vezes licitação, a fim de instalar no local alguma empresa, para gerar empregos, mas ninguém demonstra interesse.

“Somos um governo de todos para todos”, finalizou a prefeita Fátima Nascimento.

 

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar