Ocorrências policiais

Sem remédio, paciente tranca médica em sala: Porta foi arrombada e a polícia foi chamada

Hojemais Araçatuba

Uma médica que atendia no pronto-socorro municipal de Araçatuba (SP) foi trancada na sala de consulta por uma paciente na manhã desta sexta-feira (19). Segundo apurado pelo Hojemais Araçatuba , ela teria ficado revoltada porque não conseguiu um medicamento de uso contínuo.

A reportagem soube do caso por meio de outro paciente que aguardava no pronto-socorro, pois o atendimento foi suspenso.

A testemunha contou que aguardava na sala de triagem quando um homem percebeu que a porta do consultório havia sido fechada e correu para tentar abri-la. Ao perceber que a porta estava trancada, ele mandou chamar o guarda que faz segurança no local.

A porta teve que ser arrombada para liberar a médica. Ainda de acordo com o que foi relatado, a paciente dizia que a médica tinha sim que fornecer a receita, pois o não fornecimento seria crime. A polícia teve que ser acionada para controlar a situação.

Medicamento

A assessoria de imprensa da OSS (Organização Social de Saúde) Santa Casa de Misericórdia de Birigui, que administra o pronto-socorro, confirma a ocorrência do fato na manhã desta sexta-feira. A informação passada é de que a direção da entidade irá apurar os fatos.

Segundo o que foi apurado pelo Hojemais Araçatuba , essa paciente teria sido encaminhada de uma UBS (Unidade Básica de Saúde) para o pronto-socorro.

Havia mais de uma semana ela estaria em busca de um medicamento de uso contínuo, que não estaria disponível na rede municipal, por isso, teria sido encaminhada ao pronto-socorro.

Entretanto, como o pronto-socorro realiza apenas atendimento, não dispõe desse tipo de medicamento para oferecer aos pacientes.

A reportagem já consultou a assessoria de imprensa da Prefeitura que tentará encontrar o prontuário dessa paciente para entender o que está acontecendo.

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar