Regional

Presidente da ACRIMESP deixa partido MDB após 32 anos filiado e busca novos convites no cenário político

Divulgação

Após 32 anos de filiação no MDB, o advogado Gil Ortuzal decidiu deixar o partido e entregou uma carta de desfiliação ao presidente do diretório e também vereador Carlos Alexandre Soares (Professor Carlos Ceará), em clima de amistosidade. Ortuzal que é presidente da ACRIMESP na região, busca agora novos convites.

Com 51 anos, de família tradicional na cidade de Andradina, cresceu num berço político e participou efetivamente das ultimas eleições municipais em sua cidade. Filiado ao MDB – Movimento Democrático Brasileiro (antigo PMDB) desde os 19 anos, partido em que seu pai Israel Ortuzal (Faruk), seus tios Ivam e Sérgio Ortuzal, o primo Norival Nunes e outros amigos criaram o primeiro diretório local.

Na família Ortuzal, Ivam teve grande participação no legislativo, e Sérgio no executivo quando eleito vice prefeito na gestão do João Carreira. Seu primo Norival Nunes, economista, foi vereador, candidato a prefeito, e é um grande articulador político e assessor econômico, financeiro e de gestão pública em diversas prefeituras da região.

Em entrevista, Gil Ortuzal disse “eu me filiei no PMDB aos 19 anos em virtude da convenção partidária que meu tio Sergio pleiteava o registro de candidatura a vice prefeito, da qual logrou êxito, votei nele. Participei de duas eleições como candidato a vereador e fui secretário municipal. Hoje o cenário político mudou, e estou saindo do maior partido político do país, o qual também tem a maior bancada no legislativo em Andradina, e o presidente do partido Carlos Ceará é o atual presidente da Câmara Municipal, e vem fazendo uma excelente gestão, porém tenho outros objetivos e anseios políticos. Entrei no partido pela porta da frente e saio pela mesma porta. De forma cortês e respeitosa, o presidente recebeu minha desfiliação e entendeu perfeitamente minha saída, ambos queremos o melhor por Andradina, mas cada qual seguirá seu próprio caminho, e isso é o que importa”, conclui.

Ao final, Gil Ortuzal ressaltou que não deixará a política e esta estudando convite de outros partidos, mas somente depois da desfiliação poderá analisar melhor as propostas.

Mostre mais

Artigos relacionados

Fechar